NOTÍCIAS DO BAIXO PARNAÍBA
NOTÍCIAS DO MARANHÃO

23 de fev de 2018

Antenor Ferreira 
Fotos: Lucas Nascimento 

Na noite dessa quarta-feira, 22 de fevereiro, o diretor do Procon/MA e VIVA, Duarte Junior, esteve participando da aula magna da Faculdade do Baixo Parnaíba (FAP), onde proferiu uma importante palestra a centenas de alunos da instituição, educadores e simpatizantes de seu trabalho. 

Diretor do PROCON e VIVA/MA, Duarte Junior 

Professor de direito da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde também se tornou mestre em políticas públicas, Duarte Junior exerce ainda a função de presidente dos PROCONS do Nordeste e vem se destacando pelo trabalho notável em defesa do consumidor, em todo o estado do Maranhão. 

Ladeado pela diretora geral da FAP, Profªa. Noni Braga, e do diretor do PROCON de
Chapadinha, Gustavo Porto, Duarte Junior compõe mesa durante solenidade
de abertura do evento 



Diretor do PROCON interage com participantes da plenária 


Equipe do PROCON e VIVA é apresentada a comunidade acadêmica 

Em entrevista Duarte mencionou a importância da discussão desses temas e a repercussão de seu exemplar trabalho a frente dum órgão antes apagado e esquecido pela sociedade. 

Assista matéria: 


Ao final, o diretor do PROCON foi saudado por todo corpo dicente e docente da instituição de ensino superior, que elogiaram sua palestra. 









Eu não poderia deixar de destacar a participação dos jovens apoiadores ao trabalho de Duarte Junior: #ViniciusTeles, #LeviMeneses e #JheckTeles. 

Na foto esse que os escreve, Duarte Junior e os jovens empresários chapadinhenses Vinicius Teles
e Jheck Teles 





Antenor Ferreira 

Um print de um diálogo em um grupo do aplicativo de mensagens instantâneas whatsapp enviado a nossa redação (98 99229 3650), mostra o descontentamento de educadores do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) no município de Brejo/MA, distante cerca de 70 Km de Chapadinha. Os educadores denunciam que não receberam seus proventos. 

Segundo o denunciante os educadores trabalharam durante todo o mês de dezembro e mais 10 dias do mês de janeiro, porém receberam apenas o período que compreende aos 10 primeiros dias trabalhados no novo ano. 

Supostamente a secretária de educação do município estaria se negando a pagar o mês de dezembro, o que tem revoltado os profissionais que alegam ter inclusive o resumo de ponto e frequência, comprovando o período lecionado. 

Educadores de Brejo denunciam ausência de pagamento 
Com essa denúncia noss

Pesquise